Horário de Atendimento

Seg - Sex: 08h - 17h

Telefone

(62) 3291-6356

WhatsApp

(62) 99275-1838

Qual a importância da Equipe Multidisciplinar na Cirurgia Bariátrica?

07/02/2020 Categoria: Saiba Mais
Qual a importância da Equipe Multidisciplinar na Cirurgia Bariátrica?

A cirurgia bariátrica se destaca por ser um tipo de procedimento que, além de contribuir com uma considerável perda de peso do paciente, auxilia no combate e controle de comorbidades como hipertensão, diabetes, colesterol entre outros. Mas somente o ato cirúrgico não garante o sucesso do tratamento. Um dos principais pontos que garante o sucesso da cirurgia e prolonga os benefícios provenientes do procedimento é o acompanhamento pré e pós-operatório realizado pela equipe multidisciplinar.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, a equipe multidisciplinar deve ter profissionais habilitados ou com conhecimentos suficientes para o atendimento do paciente com obesidade. A equipe multidisciplinar deve ser composta por: médico cirurgião, médico clínico, psicólogo e nutricionista.


Nas fases do pré e pós cirúrgico, a equipe multiprofissional deve atuar com todos os profissionais envolvidos, colaborando com seus saberes, visando “discutir e adequar as expectativas do paciente às limitações do tratamento cirúrgico”, pois este não faz milagres. A equipe multiprofissional pode mostrar alternativas prazerosas diversas do ato de comer (CORDÁS; LOPES FILHO; SEGAL, 2004) [1]

Exemplos da função de cada profissional da equipe:

O cirurgião será o profissional capacitado a auxiliar na escolha da técnica cirurgia, o médico clínico no atendimento das comorbidades do paciente, o nutricionista pelas prescrições das dietas específicas em cada fase do pré e pós-operatórios, bem como nas orientações das mudanças alimentares e estilo de vida, e o psicólogo (a) pelo tratamento das mudanças comportamentais que estão muito envolvidas nos hábitos alimentares e estilo de vida inadequados, os quais levaram a obesidade. Com a orientação de cada profissional, o paciente terá um atendimento amplo e específico para sua doença, que é a obesidade e que se trata de uma doença multifatorial. Mudanças comportamentais não são fáceis, mas com uma equipe multidisciplinar capacitada, o processo pode se tornar mais fácil e sustentável.

A obesidade é uma doença grave, crônica e multifatorial. E cada vez mais os estudos mostram que a cura da obesidade não se resume apenas ao ato cirúrgico, pelo contrário, é o início de um período de um a dois anos de mudanças que devem estar associadas às terapias auxiliares como a reeducação alimentar, atividade física programada e mudança nos hábitos de vida que são indicadas e assistidas pela equipe multidisciplinar.

Referência:

  1. CORDÁS, T.A.; LOPES FILHO, A.P.; SEGAL, A. Transtorno Alimentar e Cirurgia Bariátrica: Relato de Caso.

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia v. 48, n. 4, p.564-571, ago., 2004.

  1. PORTARIA Nº 424, DE 19 DE MARÇO DE 2013

Redefine as diretrizes para a organização da prevenção e do tratamento do sobrepeso e obesidade como linha de cuidado prioritária da Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas.

Dr. Paulo Reis

Médico Cirurgião Bariatrico e Cirurgião Geral

CRM-GO 9595

Titulo de Especialista em Cirurgia Bariatrica - RQE: 12746

Título de Especialista em Cirurgia Geral – RQE: 10876;

Fale Conosco (62) 99275-1838