Horário de Atendimento

Seg - Sex: 08h - 17h

Telefone

(62) 3291-6356

WhatsApp

(62) 99815-6710

O que é o balão gástrico?

30/10/2019 Categoria: Saiba Mais
O que é o balão gástrico?

Também conhecido como balão intragástrico colocado por um procedimento ambulatorial, pouco invasivo, que dura em média 30 minutos. Este tratamento deve ser associado a um acompanhamento multidisciplinar, com nutricionista, psicólogo(a) e atividades físicas.

Quem pode colocar?

O balão gástrico está dentro de um contexto, e o paciente que vai fazer este procedimento precisa e deve fazer uma avaliação nutricional antes e um acompanhamento nutricional durante o tratamento. Também precisa fazer acompanhamento físico e psicológico, tanto antes e durante o tratamento, mas principalmente depois da retirada do balão.

O perfil dos pacientes que optam por esta opção é bastante variado, pois vai desde pessoas com o IMC acima de 27 até pacientes superobesos, com IMC acima de 40 ou 50.

Não é necessária a internação prévia do paciente, mas nos três dia anteriores ao procedimento ele deve fazer uma dieta predominantemente líquida e no dia do procedimento de 8 a 12 horas de jejum.

O procedimento

A colocação do balão tem vária etapas: o procedimento é feito em sala cirúrgica, o anestesista está presente e monitora o paciente, é realizada uma endoscopia prévia ao procedimento para ver se exste alguma contra-indicação como úlceras, tumores, ou qualquer outro tipo de lesão. O balão é colocado com uma sonda naso-gástrica lentamente, quando chega ao estômago o balão é posicionado na junção gastro-esofágica e inicia-se a insuflação, realizada com uma solução de soro fisiológico e azul de metileno, o balão é posicionado no fundo gástrico.

Logo após o procedimento o paciente vai para a sala de recuperação e depois é encaminhado para sua residência.

E depois de colocar o balão?

Logo depois que o paciente coloca o balão, é iniciada uma dieta líquida, e nesse começo é indicado que ele não tenha uma agenda muito corrida e nem realize atividade física, pois não está se alimentando adequadamente. Conforme a dieta vai progredindo para líquido pastosa e pastosa e passa o desconforto dos primeiros dias do tratamento, ele já pode fazer atividades físicas e retomar sua rotina normalmente.

Efeitos Colaterais

Acontecem principalmente nas primeiras semanas. As mais comuns são: sensação de mal estar estomacal, vômitos e náusea. Esses sintomas tendem a reduzir de 3 a 7 dias após a colocação do balão.

Retirada

É utilizada a mesma estrutura hospitalar da colocação e também são necessários os mesmos cuidados de dieta. É utilizado um catéter e é feita a punção e o esvaziamento do balão por completo, sem nenhum resíduo de líquido ou de ar e depois é feita sua retirada.

Vale ressaltar que o balão é uma ferramenta no tratamento da obesidade e não deve ser utilizado de forma isolada, assim como qualquer outro tratamento da obesidade.

Ele deve ser utilizado em conjunto com uma mudança dos hábitos de vida, que inclui alimentação, atividades físicas frequentes, controle do stress e ansiedade.

Fale Conosco (62) 99815-6710