Horário de Atendimento

Seg - Sex: 08h - 17h

Telefone

(62) 3291-6356

WhatsApp

(62) 99815-6710

Dia Nacional do Homem

08/10/2019 Categoria: Saiba Mais
Dia Nacional do Homem

IMPOTÊNCIA SEXUAL E DIABETES

A impotência sexual, também conhecida como disfunção erétil, é a incompetência e dificuldade em possuir ou em manter uma ereção do pênis que possibilite ao homem manter uma relação pessoal.

A disfunção erétil pode ocorrer mais cedo em homens com diabetes do que em homens sem a doença. Dificuldade em manter uma ereção pode até preceder o diagnóstico de diabetes.

A impotência sexual prejudica na sua maior parte homens entre os 50 e os 80 anos, e afora de causar prejuízo a bem-estar sexual e íntima do homem, deve-se, da mesma forma, trazer outros dilemas psicológicos como a depressão, colaborando em virtude de isto ao uma diminuição da categoria de existência

Diabetes pode causar impotência sexual através de uma sequência de alterações vasculares e sensitivas que devem dificultar a chegada do sangue no pênis e a sensibilidade, dificultando dessa forma a ereção e a relação pessoal.

Para possuir e manter a ereção peniana o homem carece de estímulos físicos e psicológicos que irão aumentar a circulação sanguínea na área genital, e se isto não acontece é mais improvável possuir as cláusulas necessárias ao uma relação sexual satisfatória.

Assim, o diabetes pode causar impotência sexual e as principais razões ou motivos da impotência sexual no diabético são as alterações circulatórias que subtraem a chegada de sangue na região peniana, além da obstrução da artéria peniana, que subtrai a concentração de sangue sob este local devido à aterosclerose.

O Diagnóstico

Para fazer o diagnóstico da disfunção erétil, o profissional de medicina irá fazer um registo detalhado de todas e quaisquer os desafios sentidos durante a relação, afora de se notificar a respeito doutras possíveis razões ou motivos como o Diabetes, o que carece cuidados.

Além disso, o profissional de medicina faz da mesma forma um inquérito físico em busca de deformidades no órgão genital, doenças na próstata, referências de hipogonadismo ou referências de doenças cardiovasculares ou de dilemas neurológicos.

Quando necessário o profissional de medicina deve pedir exames de laboratório ao calcular os níveis dos límpidos, açúcares e do hormônio testosterona no organismo, uma vez que esses valores devem acrescentar a reconhecer o realizável problema.

Medidas de controle e tratamento

Medidas como o controle dos valores da glicose e da pressão arterial, manutenção do peso ideal por meio de uma dieta equilibrada e visitas regulares para o profissional de medicina são essenciais para assegurar uma existência sadia colaborando com a maneira de tratar da impotência causada pela diabetes.

Diversos tratamentos de disfunção erétil estão disponíveis. É importante discutir com o seu médico se um deles pode ser uma boa escolha para você:

•        Medicamentos orais - Medicamentos de disfunção erétil incluem sildenafil (Viagra), tadalafil (Cialis, Adcirca), vardenafil (Levitra, Staxyn) ou avanafil (Stendra). Essas pílulas podem ajudar a aliviar o fluxo sanguíneo para o seu pênis, facilitando a obtenção e a manutenção de uma ereção.

•          Outros medicamentos - Se as pílulas não são uma boa opção para você, seu médico pode recomendar um minúsculo supositório que você insere na ponta do pênis antes do sexo. Outra possibilidade é a medicação que você pode injetar na base ou na lateral do pênis. Como medicamentos orais, essas drogas aumentam o fluxo sanguíneo que ajuda a obter e manter uma ereção.

•          Dispositivo de vácuo-constrição. Este dispositivo, também chamado de bomba peniana ou bomba de vácuo, é um tubo oco que você coloca sobre o seu pênis. Ele usa uma bomba para extrair sangue para o pênis para criar uma ereção. Uma faixa colocada na base do pênis mantém a ereção após o tubo ser removido. Este dispositivo alimentado por bateria ou manualmente é simples de operar e tem um baixo risco de problemas. Se um dispositivo de vácuo-constrição é uma boa opção de tratamento para você, seu médico pode recomendar ou prescrever um modelo específico. Dessa forma, você pode ter certeza de que atende às suas necessidades e que é feito por um fabricante de renome.

•          Implantes penianos. Nos casos em que medicamentos ou uma bomba peniana não funcionarem, um implante cirúrgico do pênis pode ser uma opção. Os implantes penianos semi-rígidos ou infláveis são uma opção segura e eficaz para muitos homens com disfunção erétil.

Referencias bibliográficas

Afif-Abdo, J. Diagnóstico e tratamento da disfunção erétil. Revista Diagnóstico Tratamento, 12(4), 192-195, 2007.

Kern, C.A.R. Disfunção Sexual Masculina: Compreensão psicanalítica. Dissertação de Mestrado. Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, RS, Brasil. 2010.

NARDOZZA JÚNIOR, Archimedes. Disfunções sexuais. In: NARDOZZA JÚNIOR, Archimedes; ZERATI FILHO, Miguel; REIS, Rodolfo Borges dos. Urologia fundamental. São Paulo: Planmark, 2010. Cap. 9. p. 87-100.

Fale Conosco (62) 99815-6710